Aridez sacramental

A consciência de que sou um católico claudicante me inquieta. Claudicante, sim. Mesmo que, rigorosamente, cumpra o preceito de ir à missa todos os

A casualidade de um dia petista

Não nasci vocacionado à prática da militância política. Também não nutro qualquer entusiasmo nas campanhas que acontecem de dois em dois anos, mesmo que

Ele leu e recomenda, eu não li e indico

A visita do amigo Jurandy França, paraibano de Arara e advogado com atuação na capital paulista, em janeiro, foi concluída numa livraria. Era uma

Sem saudade dos sabores da rua

Há tempos fujo do “sabor do perigo” das ruas, e o milagre da frutuosidade doméstica na cozinha caseira não me deixa sentir um mínimo

Flores pra elas todos os dias

Comemora-se o Dia da Mulher quando as águas de março estão fechando o verão, no entanto, sob o prisma do romantismo, deveria ser comemorado

O jornalismo paraibano está cinza

Desde outubro que não tivemos uma chance sequer de sair de Campina Grande e passar um dia em sítio no seu território rural em

O padre das crianças

Certamente, as crianças das comunidades que formam a Paróquia de São Francisco, no bairro do Cruzeiro, são as que mais sentirão a surpreendente transferência

Fé e afetividade

A reação de uma criança pequena à sonoridade musical na missa dominical me fez refletir sobre a fé e a afetividade. No silêncio dessa

Uma aldeia de ideias

A união que faz a força também faz o açúcar, lembra a piada; na Paraíba, A União faz cultura, opinião plural e, pasmem, ainda

A tatuagem que não vi

Vez por outra, em divagações momentâneas, me acho extremamente insensível, frio até, na reação às intempéries da vida. Certamente melhor assim, pois mantenho a