Mudança na direção do PODEMOS era de conhecimento de Veneziano, Ana e Galego do Leite, revela Renata Abreu desmentindo paraibanos

21/07/2021
Renata Abreu pessoalmente conversou sobre as mudanças com  Ana Cláudia, Veneziano e Galego do Leite
Renata Abreu pessoalmente conversou sobre as mudanças com Ana Cláudia, Veneziano e Galego do Leite

Com extrema elegância e sem arrodeios, a deputada federal Renata Abreu (SP), presidente nacional do PODEMOS, carimbou como MENTIROSOS o senador Veneziano Vital do Rego (MDB), a sua esposa Ana Cláudia Vital e o ex-Vereador de Campina Grande Galego do Leite, presidente destituído da legenda na Paraíba.

O trio acusou a direção do PODEMOS de traição com as mudanças efetuadas no diretório paraibano, acusando ainda o governador João Azevedo de estar por trás de tudo.

Renata refutou as acusações de que eles não sabiam das mudanças que iriam ocorrer no Estado e disse que conversou pessoal e presencialmente com Galego e com Ana.  

- “A Ideia era não gerar nenhum trauma ao grupo político do estado, mas todos estavam cientes das mudanças do Podemos na Paraíba”, contou.

Segundo a deputada, a ida do senador Veneziano para o MDB foi um dos motivos para reconstruir o PODEMOS na Paraíba, já que seria natural que alguns aliados políticos acompanhassem Veneziano.

Ela explicou ainda que pediu apoio ao governador João Azevedo (Cidadania) para ajudar nessa construção do PODEMOS, uma vez que o Diretório Provisório da Paraíba estava inativado.

- “Foi um ato meu de vir ao Estado para entender o cenário de como estaria o partido com essa migração de Veneziano para o MDB. Eu até pedi para que ele nos ajudasse a estruturar uma chapa local para elegermos um deputado federal, mas estão aguardando a posição do sistema eleitoral para definirem seus destinos e eles também estão aliados ao governador”, disse.

Renata Abreu informou que havia perguntado a Ana Cláudia se ela iria permanecer no partido, mas que teria sido enfática ao dizer que gostaria muito, mas que não poderia garantir a permanência porque não sabia como iria ficar a questão do processo das eleições, além do fato do marido ter assumido a direção do MDB.

- “Então, antes de conversar com o governador, eu sentei com o Galego, com a Ana, com os deputados estaduais justamente para dizer do intuito de buscar uma nova construção dos quadros, após a inativação da provisória que toda a executiva sabia”, completou.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias