Justiça torna Romero Rodrigues réu na "Calvário" e complica seu sonho de se eleger governador do Estado

09/04/2021

A Justiça paraibana acaba de criar enorme complicador para as pretensões políticas futuras do ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), acatando denúncia oferecida contra ele pelo Ministério Público dentro da Operação Calvário (a do super faturamento de merenda escolar) e o tornando réu a partir de agora.

Também se tornaram réus por conta da mesma denúncia Jovino Machado da Nóbrega Neto, Saulo Ferreira Fernandes e Daniel Gomes.

Segundo a denúncia houve um suposto pagamento de R$ 150 mil a Romero, feito pelo delator Daniel Gomes, que teria como destino a campanha para a sua eleição à Prefeitura de Campina Grande em 2012.

Apurou o MP que os recursos foram pagos com a garantia de que as organizações sociais comandadas por Daniel Gomes assumiriam a gestão na Maternidade Elpídio de Almeida, caso o candidato fosse eleito prefeito.

O juiz determinou a citação imediata dos acusados para que apresentem defesa preliminar dentro de dez dias.

Romero continua dizendo que vai provar sua inocência, pois desconhece qualquer valor que tenha sido doado para a sua campanha à margem da lei.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias