João Azevedo dá "cala boca" em Michelle Ramalho e diz a Bolsonaro que Paraíba não quer Copa América mas vacinas em quantidade e celeridade

02/06/2021
Michelle Ramalho "paparica" Bolsonaro, mas recebe CALA BOCA de João
Michelle Ramalho "paparica" Bolsonaro, mas recebe CALA BOCA de João

Já pavimentando a sua campanha a deputada federal, com aval do Presidente Jair Bolsonaro, de quem além de fã incondicional reza pela mesma carteira negacionista as 24 horas do dia, a advogada Michelle Ramalho, presidente da Federação de Futebol da Paraíba (FPF), correu hoje a enviar ofício da entidade informando ao Chefe da Nação que a Paraíba (no caso a federação que dirige) apóia e está aberta para receber delegações e jogos da Copa América em seus estádios.

Do ponto de vista prático e legal o documento da jovem campinense, e nada, significam a mesma coisa, valendo tão somente para que se aquilate o grau de servilidade dela para com a maior autoridade da Nação.

Mas os paraibanos, que desaprovam a esdrúxula decisão do Brasil sediar uma Copa das dimensões da América, com mais de 10 delegações estrangeiras e a necessidade de um aparato sanitário e de segurança de igual tamanho ao de uma Copa do Mundo, em pleno momento gravíssimo de uma pandemia que já matou no País mais de 500 mil cidadãos, podem se tranquilizar porque a voz legalmente autorizada a falar por todos - o governador João Azevedo - já deu resposta a Bolsonaro, o reprovou e garantiu que a Paraíba está fora da loucura.


A elegante manifestação do governador

- A Paraíba, apesar de nossos esforços, vive um aumento nos níveis da COVID-19. Acreditamos que não seja a hora de sediar grandes eventos, e que não será possível apresentar qualquer proposta do Governo do Estado com relação à Copa América, já refutada por países vizinhos. O que precisamos agora são vacinas, em quantidade suficiente e com celeridade. Quando as vidas das pessoas estiverem a salvo, aí sim, podemos pensar em eventos de grande porte”, postou João Azevedo no começo da tarde em suas redes sociais.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • 01/06/2021 às 09:33

    Fernando granvisco alves

    Se as verdadeiras providências contra a Convid 19 na Paraíba, estivessem sidos tomadas ha um ano atrás , com as verbas federais que foram destinadas a este estado, com tratamento precoce,se não tivessem atendidos as pessoas com sintomas ,já no início e as mandado pra casa e só voltarem com 12 dias,quando estivessem cansadas e com falta de ar,se não tivessem desmontados os HOSPITAIS FANTASMAS de campanha, estaríamos muito bem na fita. Porém não sou louco nem insane, em concordar com uma competição como essa que pra (brasil) destinavam, agora o "nego" bate no peito e diz que quer mais vacinas, mas quando o presidente decretou ,pela primeira vez, estado d ecalamade pública, bem antes do Carnaval, nenhum dos governadores deste país acataram, zombaram dele e aqui na Paraíba não foi diferente, abriram as portas do estado( as fronteiras) para receberam os foliões de todo o mundo, pois é, agora quer pousar de sensato, de responsável, e tem mais a sociedade paraibana merece respeito e quer saber como foram gastos os bilhões que pra cá vieram, para serem gastos com o combate à pandemia, e segundo ,não sou eu quem diz nem afirmo,é o TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAIBA,que noticiou na imprensa, que apenas 2 % dos bilhões aqui destinados, foram gastos para combater a Convid 19, e o restante desse dinheiro pra onde foi.??? Com a palavra os órgãos da justiça a quem compete tomar as providências. Sou contra a realização da copa América em nosso país.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias