Ana Cláudia censura APALAVRA e pede que Justiça tire o portal do ar, mas juiz eleitoral indefere o seu pleito

28/10/2020
Print da matéria que incomodou a candidata
Print da matéria que incomodou a candidata

A candidata Ana Cláudia Vital do Rego (Coligação ‘Novo Tempo, Novas Soluções’), dizendo-se incomodada com matéria noticiosa postada n’APALAVRA, e denunciando que o portal estaria a serviço do “candidato da atual gestão”, ingressou em Juízo censurando o veículo e pediu à Justiça Eleitoral que o suspendesse, retirando-o do ar.

O texto atacado por Ana diz respeito às suas funções enquanto gestora na FUNASA e em secretarias de Estado nos Governos de José Maranhão e de Ricardo Coutinho, citadas como primordiais para a sua qualificação profissional, experiência esta que no guia eleitoral e na campanha de rua ela exemplifica para dizer que encontra-se preparada para administrar Campina Grande na condição de prefeita eleita pelo voto popular.

- “O Representado (Editor d’APALAVRA, Marcos Marinho) expõe suas ideias voltadas diretamente em apoio à candidatura em comento (“candidato da atual gestão”), de forma a ferir o Princípio da Isonomia, norteador do pleito eleitoral”, diz na peça exordial acrescentando que a sua imagem vem sendo denegrida e os fatos distorcidos e manipulados de modo a favorecer o seu oponente.

Protocolado na 17ª Zona Eleitoral, o arrazoado de Ana Cláudia mereceu criteriosa análise do juiz Bartolomeu Correia Lima Filho, que o indeferiu de pronto, negando o pedido de ‘liminar inaudita altera pars‘.

O magistrado depois de acessar as páginas denunciadas pela candidata sentenciou que não vislumbrava o requisito da “fumaça do bom direito” (Fumus Boni Juris) necessária à autorização da medida cautelar requerida, mantendo nesse caso APALAVRA no ar.

- “Não constatei nenhuma ofensa à Representante de gravidade considerável, que necessite imediata intervenção”, avisou o juiz Bartolomeu Correia Lima, ofertando prazo de 48 horas para que a parte adversa seja ouvida, como manda a lei.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias