TCE começa a investigar denúncia de Macarrão de que Karla Pimentel teria favorecido empresa contratada para coletar lixo no Conde

21/05/2021

Pelo menos a nível de Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), a denúncia feita pelo empresário Olavo Bakke Ribeiro Lisboa (Macarrão), terceiro colocado nas eleições municipais do Conde em 2020, de que a prefeita Karla Pimentel (PROS) ocultou de forma dolosa propostas de maior vantajosidade e economicidade para o Município na licitação para coleta emergencial de lixo, onde sagrou-se vencedora a GEO Limpeza Urbana, cuja proposta no valor de R$ 2.375.820,00 foi superior em aproximadamente 30% àquela impedida de participar do certame, da empresa LIMPMAX (R$ 1.750.504,62), que já atuava no serviço há anos na gestão anterior de Márcia Lucena, já começou a ser investigada.

Sexta feira (14), o Coordenador da Ouvidoria da Corte de Contas, Enio Martins Norat, emitiu parecer sugerindo ao conselheiro Arnóbio Viana, nomeado relator do caso (DOCUMENTO TC Nº 32956/21), conhecer da matéria como Inspeção Especial, para instrução nos termos do art. 171, parágrafo único, do RITCE/PB.   

A mesma denúncia Macarrão protocolou na Câmara Municipal de Conde, mas lá até agora nenhuma movimentação aconteceu.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias