Maranhão é o terceiro senador que mais gastou querosene de avião e foi ressarcido pelo Senado

09/12/2019

Seis senadores, dentre eles o paraibano José Maranhão (MDB), gastaram quase R$ 200 mil (R$ 197.032) com combustível para avião, de fevereiro de 2019 até o início do mês de dezembro, e foram devidamente ressarcidos pela cota parlamentar.

Em comparação com o preço médio do querosene de aviação no ano (R$ 2,21, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) as aeronaves foram abastecidas com 89.154,75 litros.

Durante o mesmo período, os parlamentares também gastaram R$ 348.501,54 com passagens aéreas em voos comerciais.

Segundo levantamento do (M)dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles, o parlamentar mais gastador foi Ciro Nogueira (PP-PI), responsável por 53,51% do valor total. Ele abasteceu 24 vezes e desembolsou R$ 105.438,09.

Foram analisados os números atualizados pelo Senado Federal, mediante nota fiscal entregue pelos congressistas.

Na segunda posição do ranking dos mais gastadores está Wellington Fagundes (PL-MT), que desembolsou R$ 32.365,50.

E, para fechar o pódio, José Maranhão (MDB-PB), com R$ 23.014,89.

Os últimos da lista são o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que gastou R$ 22.886,67; Jayme Campos (DEM-MT), com R$ 8.841,60 e, no último lugar, Angelo Coronel (PSD-BA), R$ 4.485,25.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias