FCDL defende ampliação no horário de funcionamento do comércio paraibano neste final de ano e pede providencias a João Azevedo

10/12/2020

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Paraíba (FCDL-PB) está solicitando formalmente ao Governo do Estado a mudança no horário de abertura e encerramento do comércio paraibano durante o período que antecede as festas natalinas.

A preocupação da entidade tem como base o Natal ser uma das datas mais importantes do calendário nacional de eventos e também um dos períodos mais movimentados para o comércio estadual, de modo que deverá haver aglomerações em ruas, centros comerciais, transporte público, lojas e etc., pois as compras do período natalino estão incutidas na cultura do povo brasileiro.

O presidente José Lopes da Silva Neto explica que a solicitação visa garantir que os consumidores tenham mais tempo para realizar suas compras e, especialmente neste ano, como uma forma de garantir a proteção dos clientes e evitar aglomerações.

- “É necessário que haja uma contrapartida não só dos Municípios, mas também do Governo do Estado, no sentido de flexibilizar, ainda que temporariamente, o horário de abertura do comércio estadual, permitindo a adoção de um horário de funcionamento mais alongado”, disse.

ESTRATÉGIA UTILIZADA PELO TSE

Há de ser lembrado que estratégia idêntica a esta foi adotada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas últimas eleições, quando foi ampliado o horário de votação com o objetivo de evitar aglomerações nas sessões eleitorais, tendo o resultado sido bastante exitoso e comemorado pelo seu presidente, o Ministro Luís Roberto Barroso.

- “Assim, o que desejamos é que esta mesma tônica seja implantada para o comércio, pois, partindo do mesmo princípio de que o alongamento do horário possibilitará a diluição do número de pessoas nas ruas, lojas e centros comerciais, a flexibilização do horário de funcionamento do comércio é uma situação que se impõe”, completou José Neto.

A FCDL-PB já está fazendo sua parte, orientando os estabelecimentos a criarem estrutura de atendimento para evitar aglomerações e garantir a segurança de clientes e colaboradores, ressaltando que as condutas tradicionais do período natalino devem ser reconfiguradas e que o protocolo sanitário definido pelos Municípios e pelo Governo do Estado deve ser rigorosamente cumprido.

O governador João Azevedo está avaliando a proposta e deve se pronunciar nos próximos dias.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias