Gol vai suspender ainda este mês temporariamente as suas operações no aeroporto de Campina Grande

19/04/2021

O portal ‘Aeroin’, especializado em aviação, anunciou hoje que a Gol Linhas Aéreas vai suspender seus voos para Campina Grande ainda neste mês de abril, por conta da baixa demanda motivada pela pandemia do coronavírus.  

A empresa espera operar 50 aeronaves a fim de melhor gerenciar sua capacidade e custos. Além disso, está reduzindo sua oferta para cerca de 200 voos diários. É pouco, mas é um número cinco vezes maior do que a malha essencial estabelecida no começo da pandemia, em abril de 2020.

Além de Campina Grande, que conta com dois voos diários da Gol, serão também suspensas temporariamente as operações nas bases de Caldas Novas, Caxias do Sul, Dourados, Jericoacoara, Londrina, Montes Claros, Sinop e Uberlândia.

Com uma frota padronizada, composta apenas por jatos do modelo Boeing 737, e uma operação focada no mercado doméstico, a GOL possui flexibilidade para ajustar sua capacidade aos cenários econômicos. Na pandemia, isso tornou-se evidente e a empresa foi capaz de antecipar algumas devoluções, enquanto renegociava seus contratos com locadores de aeronaves.

Em nota ao mercado, a empresa comentou que, nos últimos 12 meses, renegociou contratos de arrendamento para obter reduções nos valores atuais e futuros, além de converter alguns pagamentos de mensais fixos para variáveis, na modalidade power-by-the-hour, ou seja, baseado na utilização das aeronaves. Naturalmente, esse movimento trouxe cortes importantes nos custos da empresa no curto prazo e redução no endividamento em dólares.

Diário Oficial da União publica resolução de privatização do “João Suassuna”  e de outros onze aeroportos – ACCG

Do início da crise, em março de 2020, até agora, a Gol terá diminuído sua frota em 17 aeronaves arrendadas, bem como reduzido em 34 aviões os recebimentos para o período de 2020-2022. No mês de março de 2021, a empresa tinha uma frota de 127 Boeings 737, sendo 8 737-MAX. Metade dessas aeronaves está operacional atualmente.

Com 63 aeronaves na malha, as operações aéreas diárias reduziram 31% sobre fevereiro de 2021 e foram equivalentes a 48% em decolagens e 52% ASKs do realizado em março de 2020.

Durante o mês de março, a Gol adequou frequências à menor demanda de seus hubs de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza e Salvador. Atualmente, a companhia está operando 83% das suas rotas domésticas, uma redução de 15% em relação a fevereiro desse ano. Ainda em março, a Gol foi a primeira aérea brasileira a receber da ANAC a certificação com desempenho de atrito no pavimento novo da pista do aeroporto de Congonhas. Com isso, a companhia pode operar em dias de chuva tanto as aeronaves NG quanto os MAX, com menos restrições nesse aeroporto.

Fonte: AEROIN




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias