Com mandato "rifado" pelo filho, Nilda Gondim faz turismo em Gramado e paga generosas refeições com dinheiro público

02/12/2021

Com a candidatura nata à reeleição “rifada” pelo filho, que há meses negociou apoio da família ao deputado Efraim Moraes (DEM), a senadora Nilda Gondim (MDB) tem aproveitado muito bem os dias que lhe restam na cadeira que ganhou com a morte de José Maranhão e, sem agenda pública, devaneia uma vida particular que cada vez mais diminui o seu nanico tamanho político, num ultraje ao paupérrimo Estado que representa.

Em Brasília, Nilda já foi flagrada em horário de expediente jogando xadrex numa embaixada do Lago Sul, aparece na mídia como campeã de gastos do cotão e lotou o seu gabinete com “parasitas” de gordos contracheques que em nada lhe auxiliam a cumprir o deplorável mandato.   

Vergonha após vergonha, esta semana coube ao site “O Antagonista”, principal veículo de jornalismo investigativo da internet brasileira, revelar parte da agenda turística da filha de Pedro Gondim: uma viagem à esplendorosa cidade gaúcha de Gramado, que em fins de ano se enche de luzes para as festas natalinas.

Que a senadora viaje pelo mundo, pouco importa acaso os custos dos “tours” fossem bancados pelo seu bolso, mas com dinheiro público da cota parlamentar, aí a história muda e envergonha ainda mais os conterrâneos.

Pois foi isso que aconteceu em Gramado, segundo atestou o Antagonista.

A paraibana usou dinheiro público, sim senhor, para pagar generosas refeições na cidade dos Pampas. E, ainda segundo o portal, a assessoria da senadora não sabe dizer o que ela foi fazer no Sul do Brasil.

Nilda Gondim ainda tem pela frente 13 meses de mandato, tempo superior à de uma gestação humana, o que permite supor que, acaso largue o óleo de peroba com que vem lustrando a face de mulher bondosa, ainda poderá se redimir e não passar à História paraibana como a mais inócua senadora de todos os tempos.

Poderia começar botando os “marajás” que indicou na folha do Senado para mostrar serviço.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • 30/11/2021 às 18:51

    Washignton Ramos da Silva

    Será que é só ela que comete esse tipo de arbitrariedade? É bom verificar também se tem mais alguém cometendo a mesma coisa? Seria o correto. Eu acho.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias