Apenas a Paraíba e mais três Estados do País estão apresentando queda no número de mortes por COVID-19

19/04/2021

Números divulgados neste domingo pelo Consórcio Nacional de Veículos de Comunicação (UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra) mostram que o Brasil registrou hoje 1.553 novas mortes por causa da COVID-19, chegando a um total de 373.442 óbitos desde o início da pandemia do novo coronavírus.  

Apenas quatro Estados estão em queda: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Roraima e Paraíba.

A média de mortes nos últimos sete dias ficou hoje em 2.878. O número é 7% maior do que o registrado há 14 dias, o que indica uma tendência de estabilidade. Este domingo (18) é o 88º dia consecutivo que esse índice está acima de mil.

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação. O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Três regiões do país apresentam números em estabilidade: Centro-Oeste (5%), Nordeste (-4%) e Sul (-8%). As regiões Sudeste (16%) e Norte (341%) registram tendência de aceleração. Treze estados mantêm estabilidade nos registros, enquanto outros oito apresentam alta e outros quatro e o Distrito Federal estão em queda.

Fonte: Da Redação




Comentários realizados

  • Essa matéria ainda não tem comentários realizados e você pode ser o primeiro a comentar.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail é de preenchimento obrigatório, mas não se preocupe que não publicaremos. Seu comentário será moderado pelo administrador do site e só será divulgado após isso.*


Outras Notícias