Ricardo lança 2ª edição do Gira Mundo Finlândia com 55 vagas para profissionais da educação



O governador Ricardo Coutinho lançou, na tarde desta segunda-feira (19), no Centro de Formação de Educadores Professora Elisa Bezerra Mineiros, em João Pessoa, o edital do Programa Gira Mundo Finlândia edição 2017/2018, que vai oferecer 55 vagas de intercâmbio para professores e gestores da rede estadual de ensino. Esta é a segunda edição do Programa, que no ano passado levou 20 professores para uma qualificação profissional na Finlândia. Após a seleção dos educadores, 40 serão capacitados pela Häme University of Applied Sciences (HAMK), em Hämeenlinna e 15 pela Tampere University of Applied Sciences (TAMK), na cidade de Tampere. O Gira Mundo Finlândia representa um investimento de quase R$ 1 milhão.

O lançamento do edital ocorreu durante o Seminário Final de Avaliação do Gira Mundo Finlândia edição 2016/2017 e contou com a presença da vice-governadora Lígia Feliciano, da diretora da Escola de Educação Profissional de Professores da HAMK, Seija Mahlamäki-Kultanen, do presidente da Federação do Comércio de Bens e de Serviços da Paraíba (Fecomércio), Marconi Medeiros, auxiliares do Governo e deputados estaduais, a exemplo de Hervázio Bezerra e João Gonçalves.

Durante a solenidade, o governador Ricardo Coutinho foi presenteado com um livro contendo experiências vivenciadas e aprendidas pelos professores que foram para o intercâmbio na Finlândia. Ele ainda ressaltou o papel do Gira Mundo para ampliar a qualificação da educação na Paraíba. “A educação pública passou muitos anos carregando a ideia de que, por ser pública, não precisava ter qualidade. Na verdade, justamente por ser pública, que ela precisa ter a melhor qualidade possível. Para isso é fundamental um estímulo para que os envolvidos na rede estadual de ensino tenham ideias, olhares e conceitos novos. No caso dos professores, estamos quase triplicando o número de vagas do programa e consolidando a relação pedagógica com a Finlândia, lugar que tem um excelente sistema educacional. A expectativa é que os professores contaminem positivamente toda a rede estadual de ensino com as experiências adquiridas na Finlândia”, pontuou.

Para o chefe do Executivo Estadual, o Governo está fazendo a sua parte em busca de um ensino mais qualificado e capaz de dar oportunidades iguais para os filhos do povo.
“Estamos melhorando a qualidade do ensino, através de investimentos nas estruturas das escolas, também ampliando o conteúdo pedagógico, implantando vários laboratórios como de ciências, informática e robótica, além de ampliar programas como o Prima e o Gira Mundo. Este ano, o Gira Mundo para estudantes terá o dobro de vagas e vai levar os alunos para o Canadá, Portugal e Espanha. Enfim, qualificamos professores e estudantes visando o desenvolvimento do ensino público”, ressaltou o governador.

O secretário da Educação, Aléssio Trindade, lembrou que este ano, além da ampliação de vagas, há duas Universidades envolvidas no programa e o tempo do intercâmbio também é variado. “Temos intercâmbios de um mês na área de empreendedorismo e dois meses para temáticas como aprendizagem baseadas em projetos, educação profissional e ferramentas digitais na educação. Parte deles irá entre outubro e novembro e outra parte em março de 2018. Este intercâmbio é fundamental porque se inicia lá na Finlândia, mas tem continuidade aqui na Paraíba, com atividades acadêmicas e uso na prática em sala de aula”, explicou.

“Esse tipo de intercâmbio é importante porque os professores podem adquirir experiências e conhecimentos que, posteriormente, poderão ser direcionados para a realidade do Estado. O princípio da educação centrada no aluno é um ponto que deve ser comum tanto na Finlândia como na Paraíba. Espero que a segunda edição do Gira Mundo também seja um sucesso, com o apoio do Governo do Estado. Fiquei muito feliz com o resultado da primeira edição”, disse a diretora da Escola de Educação Profissional de Professores da HAMK, Seija Mahlamäki-Kultanen.

Durante o evento, os professores apresentaram os projetos desenvolvidos e apontaram ações pedagógicas para melhorar a dinâmica em sala de aula. Ao final do seminário eles receberão uma certificação pela participação no programa. “Nós passamos oito semanas no sistema educacional finlandês e nosso objetivo é sermos multiplicadores do que vimos de bom na Finlândia. Nesse evento, estamos compartilhando as ideias positivas com os outros professores e incentivando aqueles que querem ingressar no programa. Sem dúvida, a experiência foi única e já está mexendo com a nossa forma de ensinar e incentivar os alunos”, comentou a professora de Inglês de Itapororoca, Monique Viana.

Fonte: Secom-PB




Comentários


Comentar


Sidebar Menu