Vácuo de poder no Conde desperta oposição e dupla Aluízio Régis-Macarrão pode ser recomposta em busca de estancar inércia de Karla Pimentel

Colunistas

  • Marcos Marinho
    Levando o meu eu...
  • Amaro Pinto
    MEMENTO MORI
  • Júnior Gurgel
    João Azevedo é o maquinista do trem da Índia com destino às eleições de 2022
  • Vanderley de Brito
    Na cerimônia de inauguração do Memorial Elpídio de Almeida
  • Valberto José
    PROSA DE FREGUESIA (XXV) - A dose da discórdia

Enquete

Mais Lidas

Galeria de Fotos

  • A história da primeira santa brasileira (Irmã Dulce), em fotos

  • Filiação de Romero Rodrigues no PSD

  • Troféu Gonzagão 2018

Entrevistas

ROMERO RODRIGUES: “Em oito anos, superamos obstáculos e criamos uma nova cidade”

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, cuja gestão termina nesta sexta-feira, 31, afirmou que ao longo de oito anos comandou a “construção de uma nova cidade”, levando-se em conta a execução de uma série de obras e de ações que levaram o município a retomar a sua auto-estima e a sua marcha de desenvolvimento. As declarações do prefeito foram feitas durante entrevista concedida ao Jornal Integração, da Rádio Campina Grande FM. 

De acordo com Romero, o seu governo foi marcado pela superação, pois encontrou, no início de 2013, uma cidade completamente destroçada. Lembrou que a cidade foi deixada pelo governo anterior com os mais diversos problemas, entre eles lixo, escuridão, atraso de subvenção de entidades filantrópicas, inadimplência com fornecedores, débitos de todo tipo e salários de servidores em atraso, muitos dos quais solicitaram empréstimos e estavam com os nomes no SPC e Serasa. 
 
Além da “herança maldita” recebida em nível municipal, Romero Rodrigues ressaltou a necessidade de superar muitos outros problemas oriundos da própria conjuntura regional e nacional, tais como as crises econômica e política, crise hídrica, sem esquecer também da inesperada pandemia do novo coronavírus. 
>>>> Continue lendo